quinta-feira, 31 de março de 2011

RS RESGATOU SUA HISTÓRIA.....





O surf no sul,sempre foi cercado de grande magia e mistério e muita perseguição, um pouco pela sua condição geográfica. Praias sem ondas para surf e feias. Mas somos na realidade, os desbravadores de muitos picos clássicos e internacionais, na região sul(SC) e também temos, representantes no big surf, nas ilhas do Hawaii e pelo mundo afora, os gaúchos fazem seu papel. Hora de respeitosos watermans,como Igor Variani, que viveu no Kauai e ainda tem sede de surf. E hora dos mais comédia do planeta Brasil. Uma verdade porreta é que os sulistas, com a força de sua grana, alavancaram o surf que agora vive em SC. Oriundo da pacata Imbituba dos setenta, o gaúcho Jorge Vicente, o Batiero, hoje ainda dita moda nos shapes do north shore de Oahu. O próprio Joãozinho BGood, ralava shapes e formas por lá na época. Na Floripa Flower Power, a surf shop South Shore, no centro da cidade, era comandada pelos gaúchos, Wallig e Tupi, que traziam novidades de fora. Enquanto isso, Barrosos, Seftons, Chaves Barcelos, iam concretando o caminho do surf do estado. Isto é..........
MADEIRITI TRÓPICO
Não tinha acionado ainda a minha veia de escriba, a respeito do simpático evento, o qual não tive a honra de estar presente, por motivos particulares. Talvez na próxima temporada. Sim, porque agora o trem entrou no trilho. Mas o que ouço por aí é só som bom, a respeito do evento, onde creio eu, o gerente mor, Giovanne Mancuso, deixou seu suor de sangue, na arena. Ele próprio, um lutador pela nossa história e pelos feitos de outrora campeões esquecidos, no canto de garagens, casas e outsides. Tanto que ele, não aceita qualquer moleque voador, lhe dar rabeada, sem saber com quem, dropa a mesma rainha nas praia do sul. Eu faço parte do time dele; só que globalmente. Tanto que vem por ai o DÉCADA DE ONDAS, um restauro da caminhada do surf no estado, Brasil e mundo, durante os 90. Década inflamada de ondas, no surf, na vida e na polititica brasileira.Voce vai querer ver e lêr. Mas enfim o MADEIRITI, foi um pouco desse resgate que todos queremos, juntamento de gorilas, gatas, senhores, amigos antigos e rever novos também. Essa salada toda mais a aura, o soul, dos tempos passados e finalizando, num pico clássico, de nossas vidas, pequenas e saudosas, o Trópico Madeiriti, foi isso e muito mais. Procure saber, conversar e vêr as imagens que circulam entre amigos eternos. O Rip Curl Pro, não vai fazer 50 aninhos! Imagine a festa e o resgate. Valeu Mancuso e Guga.

NB; Procure ler um texto de Igor Maciel, no Ondas do sul, o bixo é classudo.Abçs

4 comentários:

Tora disse...

Fala Castro, é aqui que te sigo? Abraços do tora.

Castro Pereira disse...

Aloha Lisiane!!!
Me senti lisongeado pela sua atenção, mas existem pessoas mais envolvidas e de maior importância no nosso surf.
Abçs e boas ondas sempre.

Castro Pereira disse...

Tora, big irmão, obrigado tbem pela atenção e carinho.
Abçs e sáude.

Castro Pereira disse...

Fala Maurio, Barriga verde qirido!!!
Qdo vc aparece por aki?
Olha qto ao perguntado ñ vi nada não!
Eu como vc continuo na onda.
Abçs ManSurfGuia Brasil