quarta-feira, 9 de novembro de 2011

O COLONO VENCEU MAIS UMA


Noticias chegadas lá da ilha de Kangaroo, AU, dão conta que os ianques não estão aliviando e seguindo os passos da molecada brasuca, tão atrás de dólares e comendo pelas beiradas. Enquanto Tio Slater, fica meio ofuscado pela agressividade dos brasa mora, no tour do WT. Os mais novos da terra do Tio Sam, não estão aí para comédias ou politicas. Eles estão botando o pé na porta, onde derem mole a eles. Não viram o que rolou com a hospitalidade dada ao Colone Andino, perdão galera, ao Kolohe. Que nomezinho mais chubrega para pronunciar. Se Ariano Suassuna fosse pronunciar, diria; que coisa mais feia e essa lingua dos gringos, mais feia ainda. Como ele mesmo comentou para uma platéia de crianças e depois chorou: chamar Livro de Book, que coisa feia sem graça. Suassuna é escritor, dramaturgo, defensor da cultura do nordeste e vários titulos mais. Bem, voltando ao Kolohe; veio ao Brasil e levantou dois canecos numa sequência de tirar o fôlego. Saiu voando participou de evento em Santa Cruzes e depois foi até a ilha do planeta dos cangurus e fêz a mala. O ianque da nova geração, diz estar entusiasmado com Gabriel e Pupo, no WT e quer estar lá também. Pela personalidade de seu surf, a questão é de pouco tempo e mais um aéroman, entra no circo da ASP. Na final do Kangaroo Island pro, ele faturou em cima do neozelandêz, Jay Quinn. O prêmio foi de só U$ 30 mil. O seu amigo brasuca, Guigui Dantas, ficou em só 49º lugar. E olha que Wiggoly, surfa prá dedéu. Tenho uma shot irada do tal Colono, produzida pelo Daniel Smorigo. E tenho também o maior respeito pelo trabalho dele no surf mundial é claro, não sou bobo de queimar o filme. Né mesmo galera da Mafia, Trombone, Surfocrata etc.

2 comentários:

Surfocrata disse...

Pois é Castro. Tem quem não goste do surf do Kolohe. Eu acho legal, espoleta como a maioria da molecada nova, tem velocidade, e um dia vai aprender a meter a borda na agua como Pupo e Medina, já é 1000 x melhor que o pai e aparentemente o piá é gente boa com todo mundo, vi pai e filho aqui no RJ.
Acompanhei meio de canto de olho esse campeonato nas Kangaroo Islands. o mar tava horrivel, merreca e mexido, num lugar que é tido como um mini hawaii.
E quando vi o Kolohe passando as baterias me perguntei se alguns brazzos não deveriam ter encarado a viagem ao invés de ir antes pro Hawaii ou voltar pro Brasil para o BSP.
Casos como Tomas Hermes, Jano Belo eu entendo, porque estão nas cabeças aqui e disputando o título brasileiro, mas caras como Panda, Camarão, Jesse e Jr Faria entrariam com seed altíssimo e poderiam abocanhar bons pontos antes dos dois últimos Primes do Hawaii (um é 6 estrelas mas contará pontos de Prime).O Guigui estava inscrito mas acho que não competiu não.
Bom agora com a ASP acéfala esperemos que coloquem alguém que realmente jogue nosso esporte na boca do grande público.
Nossa missão só está começando Lula Castro.
Agora é a Triplice Coroa, como disse o mala do Fred P no twitter, "acabou o Tour de Beach Breaks, quem venham as ondas grandes", tomara que ele perca num Pipe de 6 a 8 pés para um brasileiro surfando muito.
abç

Castro Pereira disse...

É isso meu camarada não tinha me ligado q vc assistiu de camarote o Colono,perdão de novo, o Kolohe, no Rio.Pô até aprecio o surf do moleque, é na faixa dos nossos. Em huntington, o bixo mostrou base e a foto dele no meu post,de cabeça prá baixo, metendo pressão. Não pode dar mole não. o ianque detona. Agora o Patachia,anda que anda só chiando e querendo arrumar bagunça.Ano passado, Minero, teve q ir ao north shore c/segurança do lado só prá esse Chia, não embairrerar ele. É mole! Mas vamu lá vamu assisti, q o show deve começar logo.COLOCO UMA FICHA NO CAMARÃO. ABÇS